Há possibilidades de ganhar pelo menos 8 mil dólares em certo casos, mas é necessário montar um material de qualidade para atrair estudantes, é claro. Depois de colocar seu curso online, também poderá entrar no grupo de Facebook da Udemy. Lá, você pode tirar suas dúvidas e estar em contato com outros produtores. Eles pagam 50% de cada venda (a outra metade fica para eles) mas eles mesmos fazem a divulgação dos cursos por você, investindo em publicidade online no Google, Facebook e Instagram, por exemplo. Clique aqui para acessar o Udemy.

Como você pode combater o desespero? “É vital programar seu próprio ‘dia de trabalho’, para começar o dia sabendo o que vai fazer”, sugere o livro Get a Job in 30 Days or Less (Consiga um Emprego em 30 Dias ou Menos). Os autores recomendam que você “fixe alvos diários e anote o que tem feito”. Além disso, eles dizem que “é bom começar cada dia se vestindo como se você fosse trabalhar”. Por quê? “Vestir-se de modo apropriado lhe dará mais confiança mesmo quando estiver falando ao telefone.”
O Usuário deve abster-se de usar, publicar ou disponibilizar no Portal da Web qualquer Conteúdo do Usuário que esteja legalmente protegido (em particular, pela legislação relacionada à propriedade intelectual e industrial, por exemplo: marcas registradas, patentes, modelos de utilidade ou modelos estéticos, segredos comerciais) sem ter o direito ou autorização para ele.v

Arquitetas e engenheiras também podem continuar atuando em sua área enquanto acompanham o crescimento dos filhos. Essas profissionais podem tornar a reforma de seus clientes mais baratas e mais seguras criando projetos online. Algumas mulheres também preferem ser atendidas por outras mulheres quando tratam de assuntos relacionados a reformas e construções.


Cada vez mais mulheres optam por trocar as responsabilidades do mundo corporativo por uma nova e ainda mais árdua, ainda que deliciosa, função: ser mãe.  Mas o tempo passa, a licença-maternidade acaba, e aquela vontade de voltar ao mercado de trabalho aumenta na mesma proporção a coragem de deixar o bebê diminui. O dilema comum é resolvido de maneira prática por muitas mulheres: trabalhar em casa. CRESCER conversou com quatro mães empreendedoras que abriram negócios que funcionam pela internet para acompanhar a maternidade de perto. Inspire-se e tire sua ideia do papel!
×