Se você tiver um site ou muitos seguidores nas redes sociais, também pode ganhar dinheiro com publicações e anúncios patrocinados. Basicamente, as empresas estão dispostas a pagar blogueiros e influenciadores de mídias sociais para promover seus produtos e serviços. Se você tem uma plataforma, seja um blog ou um Instagram de sucesso, é possível lucrar com ele.
muito agradeço a este sie por nos alertar deste tipo de fraudes, tb eu ia cainda pois tinha uma entrevista para amanha de tarde, era para "Costumer Service" para a empresa international Markting, aqui deixo o mail de convocatoria, ao qual nem i pois pensei ser spam, mas hóje de tarde ligou me uma Srª brasileira a confirmar e nao adiantou muito, desconfiada que sou vim pesquisar na net informações sobre a empresa e ja tentei enviar um mail a desmarcar mas veio pra tras... nao foi possivel a entrega... sempre poupo uns trocos na ida á entrevista.
Vagas falsas geralmente contêm “sinais vermelhos” comuns, que podem alertá-lo. Entre eles estão erros ortográficos ou erros gramaticais nos anúncios das vagas, endereço de e-mail de contato não correspondente ao do domínio da empresa. Por exemplo, uma publicação de vaga com endereço de e-mail para contato como microsoft@yahoo.com suscitaria preocupações.
Você também pode pedir a amigos, familiares e conhecidos que o informem sobre empregos que não foram anunciados. Foi assim que Jacobus, que trabalha com segurança ocupacional na África do Sul, conseguiu um emprego. Ele diz: “Quando a empresa para a qual eu trabalhava fechou, informei a amigos e familiares que eu estava procurando emprego. Certo dia um amigo ouviu por acaso uma conversa quando estava na fila do supermercado. Uma mulher perguntou à outra se ela conhecia alguém que estava procurando emprego. Meu amigo as interrompeu e falou sobre mim. Foi marcada uma entrevista e consegui o emprego.”
Cada vez mais mulheres optam por trocar as responsabilidades do mundo corporativo por uma nova e ainda mais árdua, ainda que deliciosa, função: ser mãe.  Mas o tempo passa, a licença-maternidade acaba, e aquela vontade de voltar ao mercado de trabalho aumenta na mesma proporção a coragem de deixar o bebê diminui. O dilema comum é resolvido de maneira prática por muitas mulheres: trabalhar em casa. CRESCER conversou com quatro mães empreendedoras que abriram negócios que funcionam pela internet para acompanhar a maternidade de perto. Inspire-se e tire sua ideia do papel!
×