Ao ser mãe pela primeira vez é normal que muitas mulheres tenham uma série de dúvidas sobre como cuidar de si e do bebê. Quem já passou por esta experiência pode usar os seus conhecimentos para instruir quem ainda vai passar e ter um ganho extra. O negócio pode ser feito: Em casa através de um curso para mães interessadas em aprender; Em um site com dicas e aconselhamentos particulares; Com venda de apostilas e cursos online;

Uma das coisas que percebi por lá foi o seguinte: Dos comerciais há muitos que estão iludidos, outros que se passam e vêm embora por se sentirem roubados e outros que inevitavelmente acabam por se tornar iguais a eles. Mas todos têm uma coisa em comum. Têm medo de “falar o que pensam de verdade” sob pena de sofrerem represálias. Enfim, isto mais parece uma “empresa fantasma”.
Ainda sinto que preciso me organizar melhor: tem horas que eu não sei se estou na minha casa ou se estou no meu escritório! Os ambientes ainda se misturam muito. Mas acredito que com prática e experiência vou saber controlar melhor meus horários e fazer com que as pessoas entendam que, de tal hora a tal hora, é como se eu nem estivesse lá. Outra coisa que eu faço e me ajuda é, por exemplo, retornar e-mails de clientes apenas uma vez ao dia, no fim da tarde. Assim, não sou constantemente interrompida com as mensagens. Ah, e ainda vou virar vlogger: pretendo lançar até junho um canal no Youtube para dar dicas de contabilidade para mulheres. Para me organizar, preferi concentrar os pagamentos do meu trabalho pelo PayPal. Dessa forma, consigo controlar melhor a entrada e saída de dinheiro.
O cadastro do usuário em INFOJOBS.COM.BR implica sua autorização expressa em favor de Infojobs para o envio de informação comercial e/ou publicitária, a seu domicílio e endereço eletrônico (e-mail). Referida autorização compreende o envio de publicidade comercial e publicitária relacionada com as atividades, produtos e serviços da Infojobs e portais relacionados com este website, assim como de terceiros e seus portais. Se desejar revogar tal autorização, poderá fazê-lo de forma fácil e gratuita através da Área Fale Conosco, indicando o assunto "Publicidade" ou conforme outra orientação indicada no rodapé da publicidade.
A maioria das mães que trabalham em casa produzindo tiaras infantis para vender, utilizam as redes sociais para divulgar seus produtos e assim realizar as vendas. Com isso é possível vender os itens que você já tem disponível ou pegar novas encomendas. Se você quiser ir além, da para buscar parceria com alguma loja de artigos para bebês e se tornar uma fornecedora, portanto há diversas maneiras de trabalhar com estes produtos. Caso você queira entender mais, recomendo que leia o artigo onde explico Como ganhar dinheiro com tiaras, que publiquei aqui recentemente.
As burlas de emergência também ocorrem de muitas formas. Existe a burla dos avós, em que os burlões contactam idosos dizendo que são os seus netos e pedindo dinheiro com urgência. Existe também a Burla de redes sociais, em que os burlões acedem às contas de redes sociais e atacam amigos com pedidos frenéticos de dinheiro, dizendo que estão feridos, presos, etc.Também utilizam este esquema acedendo a contas de correio electrónico. Utilizam as informações nestas contas para fornecer detalhes pessoais suficientes para que os pedidos pareçam ser legítimos.
Os usuários podem incluir informações distintas no Portal, como textos, ofertas de emprego, imagens, áudio, vídeos, comentários, mensagens, marcas, logotipos e qualquer outro tipo de informação e / ou documento no suporte resultante da inscrição. Todo o material e informações que um usuário envia, exibe ou disponibiliza de alguma outra forma no Portal da Web ou através dele é chamado de "Conteúdo do Usuário" nestas Condições Legais.
É impressionante a quatidade de nomes que já vi esta empresa ter, desde Axes Market, Ambição Internacional, Infolivre, Codico e agora DESLUMBRE-ÊXITo. Estes tipos só podem andar fugidos às finaças ou então é outra aldrabice qualquer que desconhecemos por completo. Legais é qaue eles não devem estar mesmo. Conhecem alguma empresa de prestígio como a PT,a Galp, a EDP, a Nestlé e por aí a mudarem de nome em cada novo anúncio? Nesta empresa devem existir pormenores e factos muito mais escabrosos do que imaginamos. Vamos acabar com esta gente de merda.
Andava eu a pesquisar na internet para obter mais informações acerca da dita empresa (com um nome bastante pomposo!) e ei senão quando a minha mãe - que desde ontem andava com a pulga atras da orelha - descobriu este fantástico blog. Foi muito bom isto ter acontecido, pois tive a oportunidade de ler alguns dos vossos esclarecedores comentários e assim poupar cerca de 500 km, tempo, dinheiro, paciência,etc. Só não percebo o que a IGT/ACT/... anda a fazer que nunca detecta este tipo de coisas a tempo.
Apenas deixo uma nota: àqueles que iniciaram o programa e por alguma razão não o levaram até ao fim (um ou outro que se identificou, sei o motivo pelo qual saiu, já que o treinei ou tive contacto com ele), espero que a experiência adquirida vos tenha dado novas ferramentas na obtenção de emprego, que bem sabemos ser uma questão dramática neste país; aos que nunca lá meteram os pés, não há muito a dizer... eu não falo nem bem, nem mal de algo que não conheço, vejo por mim própria e formo a minha opinião, não tenho por hábito recorrer a blogs ou revisões não credenciados para obter informação.
Eu recomendo-lhe registar-se em pelo menos dois sites. Se a qualquer momento você tiver a impressão que está a levantar suspeitas, pare de imediato e joge noutro site durante algum tempo. Também pode jogar no Modo de Prática nos casinos abaixo mencionados. Quando sentir que conhece o método e quiser começar a fazer dinheiro, mude para o modo jogar com dinheiro.

Com você pôde ver até aqui, praticamente todos os tipos de trabalhos são autônomos, portanto dificilmente você conseguirá encontrar uma empresa que vai lhe contratar para trabalhar a partir de casa para ela enquanto cuida dos filhos, portanto você mesma precisará encontrar uma ideia que lhe agrade, colocar em prática, conseguir clientes e ganhar seu dinheiro. É assim que muitas mães vem conquistando a sua independência financeira ou simplesmente uma renda a mais para complementar no orçamento da família.
Para ganhar dinheiro na internet existem atualmente múltiplos métodos e estratégias disponíveis, desde a criação de sites e blogs, portais de anúncios e classificados, vídeos, venda de infoprodutos, infoserviços, ebooks  e muitos outros. A forma de rentabilização na internet se divide basicamente  em dois grandes grupos: rentabilização direta e indireta.
Ser adaptável pode significar vencer o preconceito contra certos tipos de trabalho. Veja o caso de Ericka, que mora no México. Como secretária executiva, de início ela não conseguiu encontrar o tipo de trabalho que preferia. Ela diz: “Aprendi a aceitar qualquer trabalho apropriado. Trabalhei por um tempo como vendedora numa loja; também vendi tacos (típica comida mexicana) nas ruas e limpei casas. Por fim, consegui um emprego no meu ramo.”
Com as burlas de pagamento excessivo, os burlões fazem passar-se por compradores e atacam os consumidores que vendem um serviço ou produto. O “comprador” envia ao vendedor um cheque com um aspecto legítimo, geralmente de um banco conhecido, com um montante superior ao preço acordado. Criam uma explicação para o pagamento excessivo e pedem ao vendedor para depositar o cheque e transferir o excesso de fundos. Semanas mais tarde, a vítima descobre que o cheque é falso, mas continua a ter de devolver ao banco qualquer montante levantado.
Enfim, comentei com uma amiga e ela me falou logo que já tinha passado por uma situação semelhante e contou tudo o que vocês relataram, ela disse que foi horrível e que ainda durou uma semana, coitada.. Fiquei desconfiada e vim procurar saber, enfim, encontrei o vosso relato e já não ponho lá os pés. Andam a enganar as pessoas, colocam anúncio para administrativo e depois querem pôr as pessoas na rua a vender como ambulantes? Nada contra ambulantes, mas há que se falar a verdade, minha amiga também não viu a cor do dinheiro.
Quando encontrarem alguem com um colete da UNICEF, fazem parte da AXES market que usa outro nome para fugir aos impostos e são uns aldrabões de primeira. o sistema de recrutamento e o mesmo aqui descrito por outras pessoas mas o intuito e de angariar donativos e não D2D. So gostam de quem trabalhe a recibos verdes porque assim lavam as mãos em caso de infortunio e alteram o nome no formulario do donativo angariado caso a pessoa vá embora e assim ficam com a comissão indevidamente. Dizem que se a pessoa não fica e porque não queer trabalhar e dizem que aquele trabalho e que é bom... enfim.
O Candidato aceita e concorda que seus dados pessoais, bem como, a depender do tipo de serviço, a sua imagem, serão acessados por empresas interessadas na sua contratação. Nesse sentido, o Candidato autoriza a utilização dos seus dados pessoais, da sua imagem e/ou da sua voz para os fins que constituem o objeto do Portal, que é possibilitar o encontro de candidatos e empresas interessadas na sua contratação. A presente autorização abrange exclusivamente essa finalidade específica, e não constitui autorização geral e irrestrita para utilização dos dados e da imagem do Candidato.
Com 14 anos foi cobrador de lotação e ajudante de pedreiro em Brasília. Depois carregador de cartucho em Curitiba. Já com 18 e verbo to be (e somente) dominado, foi morar na Nova Zelândia. Pra chegar lá trocou sites por passagem aérea e curso de inglês - buscou um mentor pra isso. Chegou quase sem dinheiro, por isso largou os estudos diários na escola para trabalhar. Pra aprender inglês usou esse livro e conviveu com gringos. E pra ganhar dinheiro lavou banheiro, carro e louça até encontrar um ótimo emprego numa agência de desenvolvimento web. Ficou 2 anos. Largou tudo para viajar o mundo pra sempre. Já visitou 38 países. Como? Seus sites na internet geram renda passiva. Parte de sua missão é viajar todos os países do mundo. Prometeu ajudar você pela internet. E por fazer isso, já é multi-milionário no Laos... Laos? [Leia mais]
Há muitos “empregos on-line” legítimos disponíveis na internet, incluindo entrada de dados, redação técnica, web design, marketing e tradução. Os empregos on-line têm várias vantagens sobre os trabalhos de escritório convencional. Não há nenhuma insegurança que paira sobre seu ombro para intimidar você quanto ao seu futuro como empregado, você não precisa se preocupar com o transporte diário entre sua casa e seu escritório, e você pode encontrar uma posição que coincide exatamente com suas habilidades e interesses.
Muito interessante o conteúdo sobre as diversas maneiras de como se trabalhar e ganhar dinheiro na internet, muitos iniciantes começam e desistem exatamente por não saber as variedades de se trabalhar na internet, iniciam em um determinado nicho por influencia de outras pessoas e não procuram se diversificar e acabam desistindo. Muito obrigado por compartilhar este conteúdo maravilhoso.
Em relação à Axes Market, SorrisoPlan e afins empresas/sistemas de exploração de pex em situação de desemprego, o que posso dizer é q a mim não assusta a quantidade de trabalho nem a necessidade de fazer horas extra, pois pertenço a uma área em que por vezes para acabar os projectos é preciso abrir de muitas horas de sono, mas não abro mão da honestidade na relação contractual ou de funcionário e empregador, nem iria enganar as pex que me abrem a porta para assinarem contractos para produtos que não precisam ou não podem pagar...
Crie conteúdo. As pessoas precisam encontrar utilidade no conteúdo desenvolvido, ajudando a deixar o site em primeiro nos sites de busca. Pesquisar as palavras-chave pode ser uma boa ideia para descobrir quais os assuntos que as pessoas estão pesquisando, e escreva sobre tais tópicos para melhorar a colocação nos resultados de busca. Não há como monetizar sem visitantes.[12]
Quem tem o dom de cozinhar pode oferecer o serviço de venda de comida para outras pessoas. Neste caso, pode-se fazer marmitex para empresas, salgados para lanches, doces, entre outras coisas. Ofereça diversas alternativas para as pessoas, dando à elas escolhas; Comercialize os produtos por um preço justo; Feche parcerias com empresas que possuem muitos funcionários e que necessitam fazer refeições fora de casa;
Muitas pessoas desejam saber como ser assistente virtual e trabalhar no conforto da sua casa. Por isso escrevi este artigo para explicar como começar a trabalhar como assistente virtual e ter o seu próprio negócio em casa. Já é muito comum, no exterior, ver pessoas trabalhando em casa como Secretária ou Assistente virtual. Também no Brasil, esta forma de trabalho está crescendo muito. Tanto que...
Honestamente, trabalho em promoção à algum tempo e sempre foi a recibos verdes, independentemente da empresa de promoção ou da magnitude da marca promovida e nunca me pareceu problema. Penso que se todos pararem 10 segundos para pensar, se soubessem de imediato que o trabalho era à comissão e porta-a-porta iriam sequer à entrevista? É-vos dada a oportunidade de tentar, de pelo menos experimentar para ter uma noção de que até tem o seu quê de interessante. Afinal, aqui se denota o preconceito que existe com a função. Magoa fisicamente, cansa e tem condicionalismos, mas considero que acontece o mesmo com todos os remanescentes trabalhos incluindo a dita lavagem cerebral que falam, simplesmente aqui é bem mais explicita (só não o vê que não quer). Um bombeiro, pode queimar-se, um polícia pode morrer, etc... Todos os trabalhos na vida têm bons e maus pontos, em todos somos forçados a fazer coisas que gostamos e outras que não gostamos, a obedecer a chefes e responder a clientes de determinadas formas. Neste momento considero preferível bater porta-a-porta que passar fome ou viver à conta de descontos alheios muito mais justamente destinados para os reformados do nosso país que já trabalharam e lutaram toda a vida e merecem bem mais que uns míseros 200/300€ de reforma do que para jovens com total capacidade física para trabalhar. Bato porta-a-porta todos os dias e não me sinto minimamente "lavada" pois sei que o que ganho é bem merecido e já vi pessoas em contratos de 6 meses a sofrer bem mais que eu. Pelo menos considero que não devo nada a ninguém pois tudo é fruto do meu trabalho, incluindo do tempo que "perdi" a formar colegas quando poderia estar mais no terreno a fazer contractos e encontrar as pessoas certas. É ainda de referir que acho interessante o facto de falarem das pessoas que integram no negócio como ignorantes quando metade das pessoas que comigo trabalham são licenciadas nas mais diversas áreas. Honestamente, não discrimino quem não quer este negócio, verdade é que para aguentar meses é preciso ser forte tanto física como emocionalmente e acho feio que digam tanto mal das pessoas que lá se encontram quando estas apenas se mostraram mais capazes para o referido emprego. Ainda mais digo, em outros empregos denominados "normais" em grandes empresas por vós referidas também só é referida a remuneração na segunda entrevista, e trabalhar apenas à comissão faz com que o empenho seja maior, além de que existem consequências para quem não actue com ética no terreno. Acho feio falar sem conhecimento de causa. Expresso apenas a minha mera opinião. Deixo o resto à vossa consideração pois felizmente vivemos num país livre e cada um sabe de si. Cumprimentos

“Sempre trabalhei com contabilidade em grandes empresas. Minha cartela de clientes era grande e meu salário também, mas vivia sobrecarregada, cansada, estressada. Não tinha tempo para nada nem ninguém. Para se ter uma ideia, casei em uma sexta-feira e já tive que retornar ao trabalho na segunda-feira seguinte. Minha vida era assim: non-stop! Até o dia em que descobri que estava grávida. Não tinha planejado - até porque se fosse planejar nunca acharia tempo! O susto me fez parar e avaliar minha vida naquele momento. Não era saudável! E do jeito que minha rotina era bagunçada, sabia que mal conseguiria passar tempo com meu filho, mas pensava: “Tantas mulheres dão conta... Não sou eu quem vai abrir mão da carreira”. Então, mesmo sabendo que não era o ideal para mim, estava decidida a retornar após minha licença-maternidade. Trabalhei até a véspera do nascimento de Gabriel, estressada. E tenho certeza de que esse estresse todo refletiu no parto -- queria normal, mas fui obrigada a fazer cesárea. E meu filho ficou na UTI neonatal por uma semana com problemas de respiração. Isso tudo me fez pensar se era esse o exemplo que queria dar a ele. Então, após o primeiro mês, que foi o mais puxado, comecei a pesquisar na internet como funcionava o trabalho de consultoria contábil online. Meu marido, designer, me ajudou a montar uma página na internet em que eu ofereceria meus serviços como contadora. Comecei a conversar com amigos e pessoas da minha rede: eles estavam felizes com seus contadores? Do que sentiam falta? Se pudessem, prefeririam contratar um serviço personalizado, em vez de contratar uma empresa? A partir de um feedback superpositivo, percebi que não precisava continuar no meu emprego para poder trabalhar! Montei, então, três pacotes diferentes para atender perfis distintos e comecei a divulgar pelas redes sociais -- tudo isso, claro, no anonimato, pois ainda estava empregada. Em cerca de três semanas já tinha fechado pelo menos quatro contratos. Assim, criei coragem de pedir demissão assim que retornei da licença.
×