A consultoria é um trabalho que pode ser muito lucrativo, sendo uma concessão do profissional aos clientes de seus conhecimentos sobre dado assunto. Mas, você pode se questionar sobre essa carreira online, já que parece que hoje em dia todo mundo é um consultor. Sim, é verdade! Por isso, caso decida tentar seguir esse caminho, é preciso que você não só seja capaz de fornecer valor e entregar resultados aos seus futuros clientes, como também precisará conseguir se destacar de todos os profissionais medíocres que estão por aí.
Se lhe está a correr bem, óptimo. A principal questão que se coloca aqui é a honestidade e a ética, que não existem! Numa empresa séria as pessoas vão a entrevistas e são seleccionadas com base no seu perfil, isto é, se aparentam ser os candidatos certos. No caso desta empresa, os entrevistadores dizem que só têm uma vaga e, quando lhes é perguntado se há um tempo à experiência(como em qualquer emprego), dizem que não porque, precisamente, só escolherão o candidato que têm a certeza que seja capaz de desempenhar as funções em causa - que não são andar de porta em porta, claro que não! Se bem que eu tive a oportunidade de ver a assistant manager várias vezes a fazer isso, mas enfim...mentem acerca de tudo, incluindo horários, contratos e remunerações, de tão desesperados que estão para construir equipas, porque o que recebem provém mais das vendas daqueles que recrutaram do que propriamente das vossas - e as desistências são tão comuns que têm que andar sempre à procura de mais pessoas, às quais aplicam as técnicas de venda que depois ensinam, para que as utilizem com os clientes. Que tipo de trabalho tem que ser vendido ao candidato? Normalmente é ao contrário! E que tipo de empresa em expansão e bem conotada em vários países muda nome com tamanha frequência?
Cara formadora da empresa, licenciada: concordo consigo quando diz que "num país onde não há grandes oportunidades, há-que agarrar todas as que nos surgem certo?", no entanto há que ter em conta que qualquer pessoa no seu perfeito juízo procura uma oportunidade de crescer profissionalmente e, acima de tudo, de alcançar alguma autonomia financeira - ou mesmo ganhar o suficiente para satisfazer as suas necessidades básicas, como comida e habitação. Ora, esta empresa(já não sei que nome hei-de mencionar) não só não oferece quaisquer garantias, como ainda implica que o trabalhador "invista" em alimentação, deslocações, enfim, todas as despesas inerentes ao desempenho da função. <<<<
×